La producción de la delincuencia y su objetivación por la psicología

Oriana Holsbach Hadler, Neuza Maria de Fátima Guareschi, Giovana Barbieri Galeano

Resumen

Neste artigo investigativo buscamos mostrar a produção da delinquência e sua objetificação pelos saberes psicológicos do século XX no Brasil. O escopo analítico para esta pesquisa partiu da estratégia arqueogenealógica de Michel Foucault, na qual investigamos publicações da revista Arquivos Brasileiros de Psicologia, desde sua criação em 1949 até 1990. Nestes termos, selecionamos como campo de análise 17 artigos nos quais os elementos ‘juventude’, ‘criminalidade’ e/ou ’delinquência’ faziam-se presentes, a partir dos quais delimitamos quatro eixos epistemológicos que legitimaram a delinquência como objeto de estudo do campo psi: 1. desmoralização da pobreza (herança familiar); 2. soberania da interiorização (determinismo biopsicológico); 3. sintomatologia da contemporaneidade; e 4. essencialização da juventude. A partir dessa análise, visibilizamos não somente como a Psicologia vai constituindo o jovem como sujeito do delinquir, bem como privatiza um domínio de saber sobre este objeto, tornando-se uma ciência absolutamente necessária para explicar contemporaneamente a criminalidade juvenil.

Palabras clave

Juventude; Delinquência; Psicologia; Produção de conhecimento

Texto completo:

PDF (Português)

Referencias

Adrados, Isabel (1965). Quando o internato é aconselhável. Arquivos Brasileiros de Psicotécnica, 17(1), 5-18.

Adrados, Isabel (1966). A criança rejeitada. Arquivos Brasileiros de Psicotécnica, 18(4), 93-100.

Adrados, Isabel (1967a). O desajustamento familiar e sua repercussão na criança. Arquivos Brasileiros de Psicotécnica, 19(2), 85-73.

Adrados, Isabel (1967b). Delinquência juvenil. Arquivos Brasileiros de Psicotécnica, 19(3), 39-45.

Alvim, Mariana A. V. (1954). Dados e impressões sobre o problema da delinquência de menores. Arquivos Brasileiros de Psicotécnica, 6(3), 43-52.

Alvim, Mariana A. V. & Quintela, Glória F. (1959). A criança abandonada. Arquivos Brasileiros de Psicotécnica, 12(1), 1-8.

Angelini, Arrigo L.; Rosamilha, Nelson & Witter, Geraldina (1977). O adolescente e o futuro. Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada, 29(1), 167-181.

Baratta, Alessandro (2002). Criminologia Crítica e Crítica do Direito Penal: introdução à sociologia do Direito Penal. Rio de Janeiro: Editora Revan.

Barros, Regina D. B. & Rodrigues, Heliana B. C. (2003). Socioanálise e práticas grupais no Brasil: um casamento de heterogêneos. Revista Psicologia Clínica PUC/RJ, 15(1), 61-74.

Bicalho, Pedro P. G.; Kastrup, Virgínia & Reishoffer, Jefferson C. (2012). Psicologia e segurança pública: invenção de outras máquinas de guerra. Psicologia & Sociedade, 24(1), 56-65. https://doi.org/10.1590/S0102-71822012000100007

Bittencourt, Maria I. (1981). Conceito de psicopatia: elementos para uma definição. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 33(4), 20-34.

Brasil (1993). Proposta de Emenda a Constituição nº171. Comissão de Constituição de Justiça e de Cidadania. Brasília/DF: Autor.

Bucher, Richard & Ulhoa, Maria J. (1980). Aspectos psicopatológicos e psicodinâmicos na delinquência juvenil. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 32(4), 63-75.

Castro, Lucia R. (1978). Um enfoque psicológico do problema da delinquência. Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada, 30(1-2), 162-173.

Chance, Paul (1999). Thorndike’s puzzle boxes and the origins of the experimental analysis of behavior. Journal of the Experimental Analysis of Behavior, 72(3), 433-40. Delaware/USA. https://doi.org/10.1901/jeab.1999.72-433

Cunha, Aline A. C.; Dorna, Lívia B. H. & Rodrigues, Heliana B. C. (2006). Uma contribuição à história da Análise Institucional no Brasil através de depoimentos orais: o Setor de Psicologia Social da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) nas décadas de 1960 e 1970. Mnemosine 2(1), 2-11. Recuperado de http://www.mnemosine.com.br/ojs/index.php/mnemosine/article/view/79

Deleuze, Gilles (1992). Conversações: 1972-1990 (Tradução Peter Pál Pelbart). São Paulo: Ed. 34.

Estevão, Ruth & Bichuette, Maria Z. (1985). Aplicação do Inventário de Personalidade de Jesness em adolescentes delinquentes e não-delinquentes. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 37(4), 48-55.

Fassin, Didier (2013). Enforcing Order: an Etnography of Urban Policing. Cambridge: Polity Press.

Foucault, Michel (1957/2002). A Psicologia de 1850 a 1950. Ditos e Escritos I - Problematização do sujeito: psicologia, psiquiatria e psicanálise (pp. 133-151). Rio de Janeiro: Forense Universitária.

Foucault, Michel (1979/2006). Foucault Estuda a Razão de Estado. In Ditos e Escritos IV - Estratégia, Poder, Saber (pp. 317-322). Rio de Janeiro: Forense Universitária.

Foucault, Michel (1979/2007). Microfísica do Poder (Tradução e Organização Roberto Machado. 23ª ed.). Rio de Janeiro: Graal.

Foucault, Michel (2001/2013). Os anormais - curso no Collège de France (1974-1975). São Paulo: Martins Fontes.

Foucault, Michel (2003). Cómo nace un ‘libro-experiencia’: entrevista realizada por Ducio Trombadori (1978). In Gregorio Kaminsky (Ed.). El yo minimalista y otras conversaciones. Buenos Aires: la marca.

Globo (2015, março). Cursos facilitam o caminho de jovens infratores depois da internação. Jornal Nacional. [Programa de Televisão] Recuperado de http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/03/cursos-facilitam-o-caminho-de-jovens-infratores-depois-da-internacao.html

Gonzales, Zuleika K. & Guareschi, Neuza M. (2013). O étnico-racial nas ciências psicológicas: afirmações de uma ciência im(pura). XVII Encontro Nacional da ABRAPSO. Florianópolis / SC. Anais do XVII Encontro Nacional da ABRAPSO. São Paulo: Editora da ABRAPSO.

Guareschi, Neuza M.; Reis, Carolina; Azambuja, Marcos A. & Hüning, Simone (2013). Descontinuidades na história da produção do conhecimento em Psicologia Social brasileira. Athena Digital 13(3), 149-157. https://doi.org/10.5565/rev/athenead/v13n3.1097

Lemos, Adriana G.; Garcia, Aline M.; Sereno, Graziela C. & Gonçalves, Hebe S. (2015). Elementos para a discussão da redução da maioridade penal. Revista Brasileira Adolescência e Conflitualidade, 13, 318-337.

Lemos, Flávia C.; Scheinvar, Estela & Nascimento, Maria L. (2014). Uma análise do acontecimento “crianças e jovens em risco”. Psicologia & Sociedade, 26(1), 158-164. https://doi.org/10.1590/S0102-71822014000100017

Martins, Iracema & Correa, Nilva R. (1972). A juventude pela juventude. Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada, 24(4), 41-48.

Mira y Lopez, Emilio (1960). Patogenia da delinqüência juvenil. Arquivos Brasileiros de Psicotécnica, 13(1), 27-34.

Nascimento, Maria L. (2002). Pivetes: a produção de infâncias desiguais. Rio de Janeiro: Oficina do autor.

Repetto, Beatriz A. (1968). Pesquisa sobre agressividade dos delinquentes juvenis. Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada, 20(3), 30-8.

Reis, Carolina & Guareschi, Neuza (2016). Preventing Juvenile Delinquency: Compulsory Hospitalization as a Public Security Tool. SAGE Open, 6, 1-10. https://doi.org/10.1177/2158244016638391

Rizzini, Irma (1993). Assistência à Infância no Brasil: uma análise de sua construção. Rio de Janeiro: Ed. Universitária Santa Úrsula.

Rocha, Zola O. (1981). Estudo Comparativo do comportamento agressivo de adolescentes delinquentes e não-delinquentes. Arquivos Brasileiros de Psicologia 33(1-2); 84-94. Rio de Janeiro.

Saldanha, Pedro H. (1967). O Método dos Gêmeos. São Paulo: Edart.

Scisleski, Andrea C. C.; Reis, Carolina; Hadler, Oriana H.; Weigert, Mariana A., & Guareschi, Neuza (2012). Juventude e pobreza: a construção de sujeitos potencialmente perigosos. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 64, 19-34.

Silva, Renato (2011). O Laboratório de Biologia Infantil, 1935-1941: da medicina legal à assistência social. História, ciências, saúde – Manguinhos, 18(4), 1111-1130. https://doi.org/10.1590/S0104-59702011000400009

Sisto, Fermino F. (2010). Uma análise das evidências de validade brasileiras do PMK. Psico-USF, 15(2), 141-149. https://doi.org/10.1590/S1413-82712010000200002

Soares, Olavo P. (1970). O cariótipo XYY e a criminalidade. Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada, 22(4), 47-60.

Sudbrack, Maria F. O. (1982). A trajetória de menores carentes rumo à delinqüência. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 34(3), 151-156.

TV Câmara. (2015). Votação ao vivo da Proposta de Emenda à Constituição 171/93. Câmara dos Deputados - Palácio do Congresso Nacional - Praça dos Três Poderes - Brasília. http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/tv/materias/CAMARA-HOJE/494258-CAMARA-HOJE-NOITE---19082015.html

Métricas de artículo

Cargando métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM
Copyright (c) 2019 Oriana Holsbach Hadler, Neuza Maria de Fátima Guareschi