“Nós não somos homens menos capacitados”: estratégias e demandas das jogadoras de futebol da Espanha

Mariana Zuaneti Martins, Heloisa Helena Baldy dos Reis

Resumen

O objetivo deste artigo é reconstituir a narrativa produzida pela Associação Espanhola de Jogadoras de Futebol (Asociación Española de Jugadoras de Fútbol - AEJF), analisando como a associação mobiliza e articula demandas sobre igualdade e diferença no futebol de mulheres na Espanha. Para tanto, utilizamos os materiais disponíveis na página virtual da associação e uma entrevista semi-estruturada realizada com a secretária geral da associação. A análise da narrativa foi empreendida pela organização temática, em referência às demandas por igualdade e à visibilidade e respeito às diferenças, articulando-as à discussão de Nancy Fraser sobre reconhecimento e redistribuição. Demonstramos que tal narrativa enfatiza dois aspectos: a necessidade de uma transformação nos discursos veiculados culturamente sobre a prática, que devem contemplar a especificidade do futebol de mulheres, e afirma a urgência de redistribuição de recursos, passos esses essenciais à justiça social relacionada ao futebol profissional naquele país.

Palabras clave

Futebol; Mulheres; Reconhecimento; Sociologia do esporte

Texto completo:

PDF (Português)

Métricas de artículo

Cargando métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM
Copyright (c) 2018 Mariana Zuaneti Martins, Heloisa Helena Baldy dos Reis