A construção do problema social da violência no futebol brasileiro: dominação e resistência

Autores/as

  • Felipe Tavares Paes Lopes Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba

Resumen

Neste trabalho, busquei responder a seguinte questão: como os claims-makers do problema social da violência no futebol brasileiro constroem simbolicamente as condições desse problema, os atores nele envolvidos e suas soluções e como essas construções simbólicas reforçam ou, pelo contrário, minam relações de dominação? Para tanto, apoiei-me em resultados de pesquisas que tenho desenvolvido desde 2008 e nas minhas vivências ao longo da minha participação no debate público sobre o problema. Entre outras coisas, conclui que algumas dessas construções simbólicas têm mantido os torcedores organizados, em particular, e os pobres, em geral, sob uma situação de dominação. Ao mesmo tempo, indiquei que elas têm ensejado práticas de resistência, como a criação de entidades representativas de torcidas organizadas.

Palabras clave

Violência, Futebol, Problemas sociais, Dominação

Biografía del autor/a

Felipe Tavares Paes Lopes, Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba

Doutor em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (USP). Pós-doutor pela Universidade EStadual de Campinas.

Publicado

05-07-2016

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.