La multiplicidad de la Psicología Social brasileña

Autores/as

  • Mariana Prioli Cordeiro Universidade de São Paulo
  • Mary Jane Paris Spink Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Resumen

A Psicologia Social brasileira apresenta inúmeras definições, abordagens teóricas e objetos de estudo. Neste trabalho, embasadas em pesquisas da Teoria Ator-Rede, argumentamos que esses não são diferentes aspectos ou atributos de um mesmo objeto, mas elementos que ajudam a performar diferentes versões desse objeto. São, portanto, elementos que fazem Psicologias Sociais diferentes, embora relacionadas entre si. Que fazem uma Psicologia Social múltipla, ou seja, que é mais do que uma ao mesmo tempo em que é menos do que muitas. Buscamos, com isso, chamar a atenção para a possibilidade de ordenar e de coordenar a realidade de diferentes modos. De reconhecer que em uma disciplina cabem múltiplos e diversos actantes. De fazer uma Psicologia Social que busca conexões complexas que articulam humanos a não humanos e que performam múltiplas realidades.

 

Palabras clave

Psicologia Social, Multiplicidade, Teoria Ator-Rede

Biografía del autor/a

Mariana Prioli Cordeiro, Universidade de São Paulo

Mariana Prioli Cordeiro es doctora en Psicología Social (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP) y Profesora de la Universidade Nove de Julho (Uninove)

Mary Jane Paris Spink, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Mary Jane P. Spink é professora titular da PontifíciaUniversidade Católica de São Paulo. Doutora emPsicologia Social pela London School of Economicsand Political Science, Universidade de Londres.Pesquisadora do CNPq, autora de livros e artigosversando sobre saúde coletiva, risco como estratégiade governamentalidade na contemporaneidade epráticas discursivas do cotidiano.

Publicado

17-02-2014

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.