Dialogicidade e contradições nas narrativas de si: estudo de casos múltiplos com adolescentes

Raquel de Andrade Souza Ew, Thiago Gomes de Castro, Kátia Bones Rocha

Resumen

Neste trabalho investigou-se a construção de narrativas de si por adolescentes, utilizando como dispositivo um exercício dialógico sobre o self. A pesquisa foi embasada pela perspectiva de que o self é composto por múltiplas vozes, como família, amigos, escola e o próprio participante, em relações resultantes de diferentes posições sociais como estudante, filho, amigo e pessoa. Trata-se de um estudo de casos múltiplos, qualitativo e de cunho descritivo-exploratório, com três estudantes do ensino médio. No estudo verificaram-se os movimentos das vozes e as valências morais (positivas e negativas) atribuídas às posições conforme solicitadas pela entrevista. Observou-se que cada unidade de significado da fala carrega em si uma voz de autoria, com uma valência moral constituída contextualmente, conforme as posições sociais ocupadas por cada participante. As posições se organizaram hierarquicamente dentro das narrativas ratificando o entendimento do self dialógico como sendo múltiplo, polifônico, resultante do diálogo de diferentes discursos.

Palabras clave

Adolescência; Self dialógico; Narratividade; Valência moral

Texto completo:

PDF (Português)

Métricas de artículo

Cargando métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM
Copyright (c) 2017 Raquel de Andrade Souza Ew, Thiago Gomes de Castro, Kátia Bones Rocha