Psicologias sociais responsivas para com animais

Dolores Galindo, Danielle Milioli, Ricardo Méllo

Resumen

Neste ensaio, abordamos algumas pistas para pesquisas que se movam na interface entre Psicologia Social e Etologia, discutindo relações responsivas com animais, com base nas contribuições de Vinciane Despret. Argumentamos que a Etologia, ao ficar apartada das correntes críticas da Psicologia Social, na América Latina, após a crise da década de 1970, mostra-se um campo para o diálogo fértil com psicólogos sociais não evolucionistas que se interessam pelo estudo de agenciamentos não restritos ao humano. Que práticas podemos trazer da Etologia para as Psicologias Sociais e vice-versa? Quais histórias derivarão do (re)encontro entre os estudos em Psicologia Social com animais não humanos? A partir dessas questões, concluímos que não é mais possível, nos dias atuais, que as práticas das psicologias sociais se definam sem consideração de liames “ecológicos” para os quais as Etologias têm a contribuir, como potentes saberes que nos levam além de uma definição de social fundada exclusivamente no humano.

Palabras clave

Psicologias Sociais Responsivas; Etologia; Vinciane Despret; Teoria Ator-Rede

Texto completo:

PDF (Português)

Métricas de artículo

Cargando métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM
Copyright (c) 2016 Dolores Galindo, Danielle Milioli, Ricardo Méllo