Narrativas das infâmias: um pouco de possível para a subjetivação contemporânea

Tania Mara Galli Fonseca, Luis Artur Costa, Carlos Antônio Cardoso Filho, Leonardo Martins Costa Garavelo

Resumen

O que pode a psicologia social ao somar em seu corpo metodológico e conceitual algumas estratégias vindas das artes poéticas? O que pode a psicologia social se somamos narrativas ficcionais aos nossos trabalhos e pesquisas com as vidas infames que foram trancadas e esquecidas nos antigos hospícios e hospitais psiquiátricos? Este artigo apresenta três perspectivas sobre os potenciais advindos da hibridização entre a psicologia social e as narrativas ficcionais: a escrita ficcional para além do dizível, para além do juízo e para além dos silêncios produzidos nos espaços de fechamento disciplinar. Propomos aqui um ensaio conceitual que explore as potencias expressivas da ficção para fazer emergir novas visibilidades possíveis sobre estas esquecidas vidas infames. Com estas ferramentas conceituais ao redor do trabalho biografemático e da potência da escrita ficcional, podemos ultrapassar o silêncio produzido pelos muros do antigo Hospital Psiquiátrico São Pedro com nossas pesquisas.

Palabras clave

Narrativas; Ficção; Biografema; Infâmia; Testemunho

Texto completo:

PDF (Português)

Métricas de artículo

Cargando métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM
Copyright (c) 2015 Tania Mara Galli Fonseca, Luis Artur Costa, Carlos Antônio Cardoso Filho, Leonardo Martins Costa Garavelo